Ciência e tecnologia   16/09/2017 | 22h49     Atualizado em 17/09/2017 | 15h11

FacebookTwitterPinterestGoogle+LinkedIn

Escola Mutirão, de São Marcos, vence Mostraseg 2017

Projeto ’Desenvolvimento de Filme Biodegradável à Base de Proteínas do Soro do Leite para Aplicação em Produtos Lácteos’, das alunas Flávia Formighieri e Fabiana Tomé, conquistou primeiro lugar de Mostra Científica e Tecnológica da UCS

Flávia Formighieri e Fabiana Tomé conquistam primeiro lugar da Mostraseg 2017
Flávia Formighieri e Fabiana Tomé conquistam primeiro lugar da Mostraseg 2017

2017 com certeza é o ano da educação para São Marcos. As notícias boas não param de chegar, trazidas ao município de apenas 21 mil habitantes pelo mérito de seus estudantes, professores e escolas. Depois do título de melhor escola pública (obtido pela Escola Estadual Orestes Manfro) a partir dos índices do Ideb 2015, e do histórico ouro em salto em altura nos Jogos Escolares do Rio Grande do Sul (conquistado por Larissa Loreno da Escola Municipal Francisco Doncatto), o título de primeiro lugar  da nona edição da Mostra Científica e Tecnológica  das Escolas de Ensino Fundamental e Médio da Serra Gaúcha (Mostraseg), organizada pela UCS, foi conquistado pela escola particular do município: o Colégio Mutirão. O feito veio para confirmar a liderança do Mutirão também no contexto regional da rede particular de ensino.  Pois se trata da quinta premiação trazida por estudantes da escola para São Marcos: em 2014, Joana Pasquali conquistou o segundo lugar da Mostraseg com o projeto que criou um detector para verificar adulteração e contaminação no leite UHT, feito que lhe encaminhou para a conquista posterior do prêmio "Jovem Cientista", em nível nacional, em 2015. Em 2017, a façanha foi repetida desta vez com o trabalho das alunas Flávia Formighieri e Fabiana Tomé, do terceiro ano do ensino médio do Mutirão, cujo tema também teve o leite como foco. O projeto das estudantes, intitulado "Desenvolvimento de Filme Biodegradável à Base de Proteínas  do Soro do Leite para  Aplicação em Produtos Lácteos" conquistou o primeiro lugar da Mostraseg, competindo com mais 110 trabalhos inscritos, de 21 escolas de Caxias do Sul e da região. O trabalho havia ficado entre os 7  desenvolvidos por alunos do Mutirão  para a Mostra Científica e Tecnológica da escola, realizada dias 30 e 31 de agosto, e que foram selecionados neste ano para participar da mostra da UCS, realizada nos dias 13 e 14 de setembro, no centro de convivência do campus sede da universidade.

 

O resultado da Mostraseg foi divulgado na tarde desta sexta-feira (15), às 15 horas e está sendo comemorado com muita alegria em São Marcos, pelas estudantes premiadas, familiares, professores e direção do Colégio Mutirão. "Criamos o trabalho na disciplina de Metodologia Científica, com a ajuda de nossas orientadoras Héverli Laíse Gambim e Camila Baldasso e co-orientadora Gabriela de Jesus, às quais dedicamos nossos maiores agradecimentos juntamente à escola. Desenvolvemos um filme biodegradável à base de proteínas do soro do leite para substituir embalagens convencionais que são muito nocivas ao meio ambiente. É muito legal produzir algo novo e único que busca, de alguma maneira, revolucionar algum aspecto presente em nossa sociedade", destacou a estudante Flávia Formighieri, ao comentar a conquista do primeiro lugar na feira de ciências regional.  A diretora do 6º ano do ensino fundamental ao ensino médio do Mutirão, Elemara Borghetti dos Reis, destacou a importância da conquista. "Estou orgulhosa e quero parabenizar e agradecer aos professores de nossa escola, às famílias que apoiaram durante todo o desenvolvimento dos trabalhos, a todos os alunos que participaram da Mostraseg em 2017. Aos alunos  Felipe, Otávio e Francine pelo trabalho ter recebido o destaque no âmbito da Saúde e, em especial, às  alunas Flávia e Fabiana pelo primeiro lugar na Mostraseg, e dizer que o empenho, dedicação, o tempo, a responsabilidade que depositaram neste trabalho certamente servirão para incentivar e deixar todos os nossos alunos mais motivados, mais seguros e comprometidos em busca de novos desafios, sempre com a certeza de que a educação é o caminho para todas as conquistas e o conhecimento é o caminho para o sucesso", observou Elemara.

’No Mutirão o universo da pesquisa é apresentado para os alunos desde a educação infantil’

Projeto de Francine Cardoso, Otávio Miot e Felipe da Luz Polo foi destaque na categoria Saúde Pública
Projeto de Francine Cardoso, Otávio Miot e Felipe da Luz Polo foi destaque na categoria Saúde Pública

A professora orientadora do projeto premiado, Héverli Laíse Gambim, também ressaltou a importância do incentivo à pesquisa científica na escola. "Paulo Freire afirma que toda relação de ensino e aprendizagem exige pesquisa. Enquanto professora, entendo que o ensino, a busca e a aprendizagem fazem parte da prática do docente, por isso no Mutirão o universo da pesquisa é apresentado para os alunos desde a educação infantil. Por meio da disciplina de Metodologia da Pesquisa os alunos têm a oportunidade de aprofundar saberes científicos e a questão da pesquisa em sala de aula é compreendida como aquele momento em que o professor e aluno buscam juntos e aprendem juntos. Todos os trabalhos científicos produzidos pelos nossos educandos são apresentados na Mostra Científica e Tecnológica promovida pela escola com o objetivo não só de avaliar os alunos, mas de valorizá-los, além de direcioná-los para outras mostras importantes da região, como a Mostraseg de Caxias do Sul e a Mostratec de Novo Hamburgo. Neste ano 7 trabalhos foram selecionados para a Mostraseg da Universidade de Caxias e os resultados foram excelentes. Recebemos o prêmio na categoria Saúde Pública com o projeto intitulado ’Aplicativo de Auxílio Ambulatorial para Emergências’, desenvolvido pelos alunos Francine Cardoso, Otávio Miot e Felipe da Luz Polo e também fomos premiados com o melhor trabalho da Mostraseg das alunas Flávia Formighieri e Fabiana Tomé",  destacou Héverli Laíse Gambim, professora de Português e Metodologia da Pesquisa.

 

A conquista do primeiro lugar garante às estudantes Flávia e Fabiana a oportunidade de apresentar seu projeto na Mostratec, em Novo Hamburgo, maior feira científica e tecnológica da América Latina, de 23 a 29 de outubro. "Trata-se de uma mostra internacional, em que poderão ser contempladas com uma viagem de estudos para o exterior, assim como outros alunos da nossa escola já foram. Orgulho e satisfação é o sentimento que perpassa o meu coração neste momento. Os alunos são excelentes, dedicados, responsáveis, curiosos, por isso tenho certeza de que o resultado não poderia ser outro e para finalizar reitero que não há ensino sem pesquisa e nem pesquisa sem ensino", lembrou a professora Héverli.

Comentários

Carregar mais comentários Comentar notícia