História   31/10/2017 | 11h23     Atualizado em 31/10/2017 | 14h16

FacebookTwitterPinterestGoogle+LinkedIn

8º Encontro da Família Fontana reúne mais de 500 pessoas em São Marcos

Evento realizado no Salão Paroquial da Igreja Matriz neste domingo (29) teve café da manhã, missa, almoço e confraternização entre os descendentes de Giovanni Batista e Francesca Cemin Fontana

8º Encontro dos Fontana reuniu 530 pessoas em São Marcos, no domingo (29)
8º Encontro dos Fontana reuniu 530 pessoas em São Marcos, no domingo (29)
Foto: Studio Imagem

Os 140 anos da chegada dos Fontana à Serra Gaúcha foram celebrados neste domingo (29) em São Marcos. O município sediou o 8º Encontro da Família Fontana em evento realizado no Salão Paroquial da Igreja Matriz. Mais de 500 pessoas participaram e conforme os organizadores o evento atingiu os objetivos. "Foi ótimo, estamos muito felizes, o evento até superou nossas expectativas. Tivemos participação de pessoas de várias cidades e no total foram 530 presentes. Deu bastante trabalho, mas valeu à pena, pois foi muito gratificante", destacou Nelse Fontana Michelon, uma das organizadoras do Encontro, junto com seu esposo José Luis e seu filho Fabrício. Também atuaram os casais Jules e Ilda Marteninghi Fontana; Darci e Solange Fontana Reis; Fábio e Simone Fontana Baticini; Jadir e Eliane Fontana Chemello, além de Vera Fontana Zaniol e Graziela Fontana Rizzon.

 

A programação iniciou às 8h, com recepção aos convidados e café da manhã. Antes do almoço, servido às 12h, houve missa celebrada pelo Padre Ricardo Fontana. Pároco de Bento Gonçalves ele nasceu na área rural de São Marcos. "Me criei na Fazenda Ilhéus e foi motivo de grande alegria ter vindo ao meu município participar desse encontro e celebrar a missa", declarou. O padre Ricardo é descendente de Vitório Fontana, neto de Giovanni Batista Fontana, que chegou à Serra em 1877 junto com sua esposa Francesca Cemin. Originário de Siror, Trento, ao norte da Itália (e na época da imigração pertencente ao império austro-húngaro) o casal tinha nove filhos: Virginia, 22 anos; Domenico, 19; os gêmeos Battista e Battista Segundo, 18; Antonio, 16; Lucia, 13; Pietro, 10; Michele, 6; e Giacomo, 4. Giovanni e Francesca se estabeleceram no Travessão Garibaldi, Colônia Nova Trento, atual município de Flores da Cunha. Posteriormente os descendentes se espalharam por diversos municípios gaúchos e do Sul do país.

Encontro teve excursão de Criciúma e pessoas do Mato Grosso do Sul, com leilão das camisas de Inter e Grêmio

Padres Marciano Guerra e Ricardo Fontana abençoaram celebração na Igreja Matriz
Padres Marciano Guerra e Ricardo Fontana abençoaram celebração na Igreja Matriz
Foto: Studio Imagem

O 8º Encontro da família Fontana contou com pessoas de municípios como Garibaldi, Flores da Cunha, Campestre da Serra, Caxias do Sul, Antônio Prado, Vacaria, Bento Gonçalves, Canela, Passo Fundo, Porto Alegre, Lageado, Encantado, além de cidades catarinenses como Lages e Florianópolis. Um dos destaques foi a excursão de 50 pessoas que veio de Criciúma que esteve em São Marcos desde sexta-feira (27). Além do Encontro, o grupo visitou pontos turísticos de São Marcos e participou de confraternização na noite de sábado (28) no CTG Porteira da Serra. Representando os criciumenses, Pedro Paulo Fontana discursou no Salão Paroquial no domingo (29). Ele agradeceu a acolhida, elogiou a cidade, parabenizou os organizadores e salientou a importância da família. "É um dos principais alicerces que temos no mundo", comentou, destacando a grande presença da família Fontana no sul de Santa Catarina.

 

O evento também teve a presença de dois casais que vieram do Mato Grosso do Sul. Eles receberam brindes por terem vindo do lugar mais distante. O Fontana mais idoso e o mais jovem também foram premiados e durante o evento houve leilão de camisas do Inter e do Grêmio, momento de descontração no qual os Fontana revelaram suas preferências futebolísticas. "O evento foi maravilhoso. Nosso objetivo de promover a integração entre as diversas gerações da família foi alcançado. Veio muita gente de fora e essa foi uma oportunidade de confraternizar e rever os parentes. É um dos poucos momentos na vida que acontece isso. Os mais novos perdem um pouco o contato e essa é uma oportunidade de se conhecer a história e valorizar a família", destacou Fabrício Fontana Michelon. Ele destaca que o 9º Encontro será realizado em 2019, em Caxias do Sul.

Confraternização dos Fontana findou com almoço no Salão Paroquial
Confraternização dos Fontana findou com almoço no Salão Paroquial
Foto: Studio Imagem