10º Rodeio de São Marcos   29/01/2018 | 09h19     Atualizado em 30/01/2018 | 10h17

FacebookTwitterPinterestGoogle+LinkedIn

Saldo positivo: coordenação do 10º Rodeio Nacional de São Marcos apresenta contas nesta segunda-feira (29)

Reunião para apresentação da prestação de contas e balanço financeiro do 10º Rodeio Crioulo Nacional de São Marcos acontece na noite desta segunda-feira (29), no Auditório Joaquim Grison

10ª edição do Rodeio Crioulo Nacional de São Marcos aconteceu de 7 a 10 de dezembro de 2017
10ª edição do Rodeio Crioulo Nacional de São Marcos aconteceu de 7 a 10 de dezembro de 2017
Foto: Jornal L’Attualità

Na noite desta segunda-feira, 29 de janeiro, a coordenação do 10º Rodeio Crioulo Nacional de São Marcos apresentará a prestação de contas e balanço financeiro do evento realizado nos dias 7 a 10 de dezembro de 2017. O coordenador geral, Garibaldi Ferraz (Toco), o coordenador campeiro, Valderez Rodrigues (Nani), e o coordenador artístico, Luís Vanderlei Ferreira dos Reis, apresentarão os números em reunião que acontece a partir das 19 horas, no Auditório Joaquim Grison, junto à prefeitura, e será aberta à toda a comunidade. "Vamos falar um pouco sobre como foi o evento, depois vamos disponibilizar cópias da prestação de contas para quem quiser levar para casa. Também será disponibilizado um DVD com resumo do Rodeio em fotos e vídeos, que será entregue para imprensa e entidades tradicionalistas", adianta o coordenador Valderez Rodrigues.

 

Nani informa que o resultado do 10º Rodeio foi positivo, mas ressalta que os números serão divulgados somente durante a reunião. "O resultado foi bom. Tudo que a gente tinha para pagar está quitado, senão nem teríamos como fazer a prestação de contas", adianta Valderez. Ele comenta que as sobras de recursos dos Rodeios são aplicadas em uma conta da prefeitura. "A prefeitura é um órgão de poder maior, por isso o dinheiro fica numa conta deles, não pode ficar no nome de uma pessoa ou de uma entidade tradicionalista. Mas é uma conta que não envolve o dinheiro da prefeitura. Lá fica uma aplicação fixa, eles deixam um valor que fica aplicado e rende um pouco em dois anos", explica.

 

Valderez destaca que a coordenação do 10º Rodeio passará adiante a ideia para que se crie uma conta própria do evento, sem vínculo com a prefeitura. "Os patrões das 15 entidades mais a prefeitura é que estão diretamente envolvidos no Rodeio, então eles definem quem serão os próximos coordenadores. São eles que vão decidir se continuará assim, sendo aplicado em conta da prefeitura, ou se poderá mudar. Vamos deixar a ideia para eles criarem uma instituição para o evento se tornar mais independente nesta questão", comenta Valderez Rodrigues.