Sopran   02/03/2018 | 11h27     Atualizado em 02/03/2018 | 17h11

FacebookTwitterPinterestGoogle+LinkedIn

Brechó da Sopran: ação beneficente em São Marcos será dia 11 de março

Sopran de São Marcos realiza mais uma ação para manter proteção e cuidados aos animais resgatados do abandono. Em março entidade também estará no Encontro de Carros Antigos e, em agosto, terá jantar beneficente

Brechó da Sopran acontece no bairro Henrique Pante na Capela Menino Jesus a partir das 9h30
Brechó da Sopran acontece no bairro Henrique Pante na Capela Menino Jesus a partir das 9h30
Foto: Sopran

Anualmente a Sopran (Sociedade Protetora dos Animais) de São Marcos promove ações diversas com o objetivo de arrecadar fundos para seguir tratando, alimentando e protegendo as dezenas de animais que abriga. A primeira ação de 2018 será o Brechó da Sopran, que acontecerá no próximo dia 11 de março, domingo, no salão da Capela Menino Jesus, próximo à Escola Demétrio Moreira da Luz, no bairro Henrique Pante. A partir das 9h30 acontecerá venda de roupas, calçados, bijuterias e outros produtos que ainda podem ser doados pela comunidade até o dia do evento. "As pessoas podem nos doar utensílios domésticos, livros, brinquedos, móveis, algum produto eletrônico. Não precisa ser novo, mas tem que estar em bom estado, porque arrecadamos para vender. O que não for vendido faremos uma triagem antes de encaixotar, separamos algumas coisas para ação social ou para pessoas que a gente sabe que realmente precisam e o resto é encaixotado para o próximo Brechó", destaca a presidente da Sopran, Carla Scopel.

Ainda neste mês de março a Sopran participa do 20º Encontro de Carros Antigos de São Marcos, nos dias 24 e 25. Assim como nos outros anos, a entidade apoiará o evento na venda de camisetas e também terá espaço para comercialização de seus produtos. "Ganhamos uma porcentagem por camiseta vendida, ano passado foi R$ 1 por camiseta. E eles também permitem que a gente coloque nossas camisetas, canecas e calendários à venda no Encontro", destaca Carla. Ainda neste ano a Sopran realizará seu jantar beneficente anual. Será no dia 11 de agosto, no salão da Capela Menino Jesus. Carla ressalta que o jantar é um dos maiores eventos da Sopran, mas lembra que no último ano o retorno ficou à margem do esperado. "No Menino Jesus eles não vão cobrar alguel de nós. Nos outros anos, os outros lugares sempre cobravam, e o valor do aluguel é elevado. Ano passado nosso lucro foi muito baixo, sobrou pouco mais de R$ 1 mil eu acho", lamenta.

Através de lei aprovada pela Câmara de Vereadores em 2017, neste ano também acontecerá a Semana dos Animais, que visa a chamar atenção da comunidade para a proteção e adoção de animais abandonados. "Será na primeira semana de outubro, a abertura é no dia 1º. Já conseguimos colocar no calendário do município neste ano. Vamos pensar em fazer várias ações de novo, trouxemos ano passado a deputada Regina Becker Fortunatti, a fala dela foi excelente sobre toda a problemática animal", lembra Tânia De Barba, integrante do Conselho Fiscal da Sopran.

Arrecadação de materiais recicláveis continua: em 2017 campanha somou R$ 5 mil

Em 2017, totalizando os lucros do Brechó, Jantar e Carros Antigos, a Sopran de São Marcos conseguiu realizar cirurgias de urgências em animais abandonados e 105 castrações (51 gatas e 54 cadelas). E, além dos eventos, a entidade também realizou durante todo o ano a campanha de arrecadação de materiais recicláveis, como latinhas, tampinhas de plástico e papelão. Foram arrecadados 2.955 kg de latinhas, 1.027 kg de tampinhas e 85 kg de papelão e o lucro com a venda destes materiais totalizou R$ 5.030,75. Com este valor foi possível realizar a castração de 66 animais, sendo 33 gatas e 33 cadelas. A arrecadação acontece desde 2016 e continuará também em 2018. A presidente da Sopran, Carla Scopel, explica que o valor arrecadado nos eventos precisa ser repartido também com outras necessidades dos animais. "Esse dinheiro que a gente angaria não vai todo para castração, vai para medicação para os que estão nas casas de passagem, tem os que são resgatados com bicheira, com fratura. Então precisamos medicação, ração específica para algum animal que tem problema renal, são vários gastos", esclarece.