Feira do Livro   06/03/2018 | 15h31     Atualizado em 08/03/2018 | 09h04

FacebookTwitterPinterestGoogle+LinkedIn

Feira do Livro de São Marcos: professor Marco Aurélio Bertolazzi é o patrono da 13ª edição

Evento será entre 25 e 29 de abril na Praça Dante Marcucci, em parceria da prefeitura com CIC e CDL. Reunião nesta tarde (6) define programação. Lançamento de EP da banda ’João e seus Arnaldos’ pode ser atração

Abertura da 13ª Feira do Livro de São Marcos será realizada no feriado do dia 25 de abril
Abertura da 13ª Feira do Livro de São Marcos será realizada no feriado do dia 25 de abril
Foto: ilustrativa

O professor e coordenador do curso de Administração da UCS - Marco Aurélio Bertolazzi, 55 anos - será o patrono da 13ª Feira do Livro de São Marcos. O evento será realizado na Praça Dante Marcucci, entre 25 e 29 de abril, com abertura no feriado do padroeiro do município. "O convite me deixou surpreso e feliz. Aconteceu agora ano início do ano", assinalou. Bertolazzi revelou ao L’Attualità que o evento poderá ter uma atração "prá lá de especial". "Queremos fazer o lançamento do EP da banda ’João e seus Arnaldos’. Era um grupo que tínhamos nos anos 1980 e em 2017 eu e o Venâncio Zulian começamos a regravar algumas canções daquele tempo, como ’A Maldição dos Becafighi’, ’O Can está Molá’, ’O Lisso de Copas’ e ’A Gata’, que é a nossa canção mais antiga", relata o professor que já foi músico. "Essa banda nós tínhamos na época dos grenais universitários, no tempo do Avenida (time de futebol de São Marcos). Era formada pelo Ricardo Marcon, o Venâncio Zulian, o Rodrigo Michelon (Farinha), o Tchesco, eu, entre outras pessoas", recorda.

Assista ao vídeo da banda de São Marcos dos anos 80 João e seus Arnaldos, cujo EP pode ser lançado na 13ª Feira do Livro

Bertolazzi destaca que as canções feitas há 35 anos são humorísticas e envolvem elementos pitorescos da cultura local e regional. "Queremos aproveitar a Feira para fazer o lançamento deste EP com cinco músicas deste grupo que regravamos no estúdio do Joel Viana (Caxias) com participação de músicos convidados. Nossa ideia é fazer uma sessão de autógrafos. Mas ainda não está totalmente certo porque precisamos falar com os organizadores e na verdade vocês (L’Attualità) são os primeiros que estão sabendo disso", revelou. Segundo Marco, o encarte do CD contém imagens históricas de São Marcos (como o antigo cinema). "Está na arte final e estamos fazendo de tudo para aprontar e encaixar na programação da Feira", anunciou o patrono da 13ª Feira do Livro de São Marcos.

Reunião nesta tarde define programação da Feira: 5 livrarias confirmadas

Promovida através de parceria da prefeitura (secretarias de Educação e Cultura e Turismo) com CIC e CDL, a Feira do Livro De São Marcos conta com patrocínio da UCS e Sicredi. Reuniões para tratar do assunto vêm sendo realizada desde agosto do ano passado, quando a secretária de Educação Tatiane Zulian confirmou ao L’Attualità que a Feira retornaria à Praça Dante Marcucci, onde serão instaladas tendas. Neste começo de ano novos encontros foram promovidos para definir a programação do evento, que contará com venda de livros a preços promocionais e diversas atrações artísticas e culturais. A programação oficial ainda não foi fechada e reunião na tarde desta terça-feira (6) definirá os últimos detalhes. Conforme a secretária Executiva da CIC, Andréia Reis Kirsch, cinco livrarias e dois centros espíritas já confirmaram presença. "De Caxias vêm a Livraria Clássica, a Paulus e o sebo Só Ler (livros usados). E de São Marcos tem a Star, a Café com Notícias e os Centros Espíritas Seara de Luz e Amor e Caridade", citou. Andreia destaca que a programação está pré-definida. "A abertura será às 17h do dia 25 de abril, feriado municipal, com show com valores na Concha Acústica. Haverá apresentação da Apae, do Coro Lumiar do Colégio Orestes Manfro e do Coro adulto de São Marcos. E às 19h30 tem a missa da festa do Padroeiro na Igreja", assinalou.

Feira terá Grupo Ueba de Teatro, Circo Circulando do Sesc, contação de histórias, valores locais e CTG’s
Feira terá Grupo Ueba de Teatro, Circo Circulando do Sesc, contação de histórias, valores locais e CTG’s
Foto: ilustrativa

Segundo Andréia, no dia 26 de abril (quinta) o foco são as escolas: haverá contação de histórias (às 8h30 e às 14h) com a professora e escritora de literatura infantil Milene Barazzetti (em 2016 ela publicou "O Consertador de Coisas"). "Também haverá o Circo Circulando do Sesc e apresentações da Escola La Dance", comentou. No dia 27 (sexta-feira), a atração é o Grupo de Teatro Ueba, de Caxias do Sul: durante o dia apresentará peças ao público infantil e à noite encenará o espetáculo "As Aventuras do Fusca à Vela". Neste terceiro dia também ocorrerão shows com bandas locais. Já no final de semana (sábado e domingo, 28 e 29 de abril) haverá brinquedos infláveis na praça, entre 9h e 18h. Durante à tarde de sábado haverá apresentação dos alunos da professora Vivian Rizzon e da Família Pollo. "Temos uma atividade às 17h que ainda está em aberto", comentou Andréia. No domingo (29 de abril) a Feira inicia com a Rústica do Padroeiro, com largada às 9h. À tarde as atrações são ligadas ao tradicionalismo: haverá mateada a partir das 14h ocorrem apresentações dos CTG’s são-marquenses Porteira da Serra e Tio Carlo e do grupo de projeções folclóricas Tio Chico, de Caxias do Sul. O encerramento está previsto para às 17h.

’Através da leitura é possível adquirir liberdade de posicionamento’: Patrono da Feira publicou 3 livros

Patrono da Feira, Marco Aurélio Bertolazzi recebeu o Prêmio Mérito em Administração em 2017
Patrono da Feira, Marco Aurélio Bertolazzi recebeu o Prêmio Mérito em Administração em 2017
Foto: divulgação

Graduado em Administração pela UCS, Marco Aurélio Bertolazzi é Doutor e Mestre em Administração pela UFRGS, possuindo especializações em Gestão Universitária e em Marketing pela UCS, onde leciona há 30 anos. Seu trabalho rendeu homenagens e em setembro do ano passado ele foi agraciado com o Prêmio Mérito em Administração, no segmento Ensino, conferido anualmente pelo Conselho Regional de Administração do Rio Grande do Sul (CRA-RS). O patrono destacou ao L’Attualità, a importância de o município voltar a ter Feira do Livro após três anos: "Apesar de muitos não lerem, todos sabemos a importância da leitura, que realmente faz a diferença. Só através da leitura é possível adquirir certo nível de liberdade de posicionamento", avaliou. Ele se mostrou favorável à realização da Feira na Praça (na última edição, em 2015, o evento ocorreu no Alexandre Zaniol). "Tem que ser na praça, porque assim a Feira está no coração da cidade", salientou.

Tendo como área de pesquisa os estudos organizacionais, em especial a cultura e a ética das organizações, Marco é autor dos livros "Clima Ético" (2004), Cultura e Mudanças das Organizações" (2014) e "Quarto das Orações" (2015). Nesta última obra ele abandona os textos técnicos e mergulha no universo da ficção literária. "Com meu trabalho fico bastante envolvido em cultura organizacional. Mas tinha coisas escritas, pequenas histórias que o pessoal me contava e algumas que presenciei e elas estão relatadas neste livro", comentou. Ele disse que vem buscando desenvolver trabalhos que "escapem um pouco só do mundo empresarial e administrativo". "Tenho artigo publicado no Eneo (Encontro Nacional de Estudos Organizacionais) de Florianópolis no qual faço relação da cultura organizacional a partir da obra São Bernardo, do escritor Graciliano Ramos", revelou. Ele disse que no evento houve mesa de debates desse artigo e um dos aspectos destacados é que, apesar de se tratar de uma obra de ficção, ela detalha como eram as instituições da época. "Quando falamos em literatura de ficção temos que considerar que ninguém faz literatura a partir do nada, mas sim a partir do contexto (real) em que o autor está inserido", observou.