Escola João Pollo   18/04/2018 | 08h12     Atualizado em 18/04/2018 | 10h33

FacebookTwitterPinterestGoogle+LinkedIn

Começa o desmanche da João Pollo: prédio será cedido ao município de São Marcos para abrigar escola infantil

Materiais do colégio fechado em janeiro estão sendo transferidos a escolas estaduais da região e de São Marcos e prédio ficará com município para escola infantil que atenderá crianças a partir de 4 anos

Prédio poderá sediar escola infantil, mas prefeitura descarta uso como creche
Prédio poderá sediar escola infantil, mas prefeitura descarta uso como creche

Foto: Jornal L’Attualità

Começou o desmanche da Escola Estadual João Pollo. Fechada em janeiro deste ano devido ao número reduzido de alunos matriculados, a escola começou a ter seus materiais levados embora. A maioria deles foi destinada a colégios estaduais da região da 4ª CRE que haviam feito solicitações junto à coordenadoria. Mas alguns colégios de São Marcos também foram contemplados com móveis, classes e outros objetos, como livros, que foram destinados à escola Giácomo Sandri, como destacou a diretora Thábata Grison. "Enviamos ofício comunicando o interesse da escola e solicitamos diversas coisas. Pedimos computadores, freezer e geladeira, mas não conseguimos. Recebemos panelas, baldes e livros que fomos buscar, além de mapas e porta mapas. Também teríamos ganho um bebedouro, mas, como não havia uma definição do que iria vir, acabamos comprando", relatou a diretora da Giácomo.

Materiais da João Pollo já foram transportados para outras escolas da região da 4ª CRE
Materiais da João Pollo já foram transportados para outras escolas da região da 4ª CRE

Foto: arquivo pessoal

Outra escola estadual são-marquenses que recebeu materiais da João Pollo foi a Orestes Manfro. Conforme a diretora Daniela Ampessan, os objetos foram conseguidos após ela ter enviado ofício à sessão de patrimônio da 4ª CRE. "Ficamos com algumas coisas do patrimônio da João Pollo, como quatro armários de madeira, armários de aço, um rádio, uma balança, uma cadeira giratória e outros objetos", citou. Conforme apurou o L’Attualità, a maioria dos materiais da João Pollo foi destinada a escolas de Caxias do Sul e alguns objetos (como mesas, espelho e geladeira) teriam ficado na sede da 4ª CRE.

Escola Giácomo Sandri foi beneficiada com livros e outros utensílios da João Pollo
Escola Giácomo Sandri foi beneficiada com livros e outros utensílios da João Pollo

Foto: Jornal L’Attualità

Prédio da João Pollo pode sediar escola infantil: Amor Perfeito abre 15 vagas para crianças até 3 anos

Mesmo que os materiais da João Pollo estejam sendo retirados, o prédio situado no bairro Michelon será cedido ao município. "Fomos a Porto Alegre, conversamos com a Secretaria Estadual de Educação e solicitamos a cessão de uso do prédio para o município. O departamento Jurídico nos orientou a encaminhar ofício à 4ª CRE. Fizemos isso e estamos aguardando um retorno", comentou a secretaria municipal de Educação Tatiane Zulian. Ela disse que o objetivo é sediar uma escola de educação infantil para crianças a partir de 4 anos. "Foi a solicitação que fizemos no ofício que enviamos, pois atualmente as crianças dessa faixa etária estão sendo atendidas na Ternura. Só que essa escola infantil está superlotada, pois passou de 120 para 196 alunos e nossa preocupação é que possa lotar ainda mais. Já atendemos algumas crianças dessa faixa etária na Dom José Barea e, como neste ano, as outras três creches (Amor Perfeito, Criança Feliz e Pingo de Gente) estão só com crianças de zero a 3 anos, a deficiência maior de espaço é mesmo nessa faixa etária dos 4 anos", comentou, informando que desde 2016 se tornou obrigatório por lei que crianças de 4 anos estejam matriculadas.

Tatiane descartou o uso do prédio para construção de uma creche para atender crianças a partir dos 6 meses. "Creche não faremos por uma questão de custo. Achamos mais viável aumentar as já existentes para não ter tanto gasto com pessoal. Inclusive neste mês estamos abrindo mais 15 vagas para crianças de seis meses a 3 anos na Amor Perfeito, onde construímos mais dois banheiros e ampliamos o dormitório. E temos projeto para em breve aumentar mais uma turma na Criança Feliz", revelou.  

PSB destaca apoio do deputado Catarina para concessão de prédio da João Pollo ao município

O ex-assessor do deputado Catarina Paladini (PSB), Valmor Bresch, informou que o secretário municipal de Planejamento Vinícius Pedroso, ainda como vereador, reforçou o pedido para que o município ficasse com o prédio. "Foi o Vinícius, quando estava na Câmara de Vereadores, que fez um ofício solicitando ao deputado Catarina para ajudar no diálogo entre o executivo estadual e o executivo municipal", informa, destacando que a diretora da João Pollo solicitava ajuda da prefeitura desde 2017. "A diretora da escola está solicitando uma iniciativa do poder Executivo há mais de um ano e eles não foram atrás. Só foi visto isso quando o vereador convocou uma audiência com o deputado Catarina e a Secretaria de Educação do Estado. Daí começou a se movimentar para conseguir a escola", destacou Valmor.