Saúde   19/04/2018 | 08h24     Atualizado em 26/04/2018 | 15h04

FacebookTwitterPinterestGoogle+LinkedIn

Secretaria de Saúde de São Marcos está há 3 anos sem médico ginecologista concursado atendendo no Centro de Saúde

Prefeitura lançou concurso público para suprir falta do profissional e também para contratar psiquiatra, clínico geral e pediatra: ’Demanda é suprida através de contratos’

Centro de Saúde possui dois ginecologistas contratados que atendem apenas por agendamento
Centro de Saúde possui dois ginecologistas contratados que atendem apenas por agendamento
Foto: arquivo Jornal L’Attualità

Faz mais de três anos que a Secretaria Municipal de Saúde de São Marcos está sem médico ginecologista concursado atendendo no Centro de Saúde Nossa Senhora de Lourdes. A situação acontece desde fevereiro de 2015, quando o concursado do Estado cedido ao município (médico ginecologista Rogério Paganin) se aposentou. O cenário, que no entendimento de algumas cidadãs prejudica a saúde da mulher são-marquenses, também gera reclamações. São pessoas que procuram o L’Attualità para relatar dificuldades no atendimento e para conseguir marcar consultas; mesmo que, como destaca a diretora municipal de Saúde Cristiane Castilhos, a Secretaria Municipal de Saúde conte atualmente com dois ginecologistas contratados que realizam consultas por agendamento, num total de até 80 por mês. "Não estamos sem ginecologista, porque contamos com dois contratados: um (Ricardo Biazus) que vem atender na Secretaria (por agendamento) e também no Hospital São João Bosco (casos de urgência); e outro (Rogério Paganin) que atende no consultório dele as pacientes (que agendam as consultas na Secretaria)", explicou.

Cristiane confirma que realmente não há um ginecologista concursado atendendo diariamente no Centro Municipal de Saúde (como ocorria até 2015), mas salienta que a demanda está sendo suprida. "Mesmo sem um concursado conseguimos suprir os atendimentos, porque temos contrato para 80 consultas por mês, 40 com cada médico. E quando tem urgência de ginecologia e obstetrícia, enviamos o caso para o hospital. Mas quando tiver concursado, daí sim ele ficaria atendendo na Secretaria", salienta a diretora municipal de Saúde. É exatamente para suprir a falta de um ginecologista concursado atendendo meio turno por dia no posto central que a prefeitura lançou concurso público em 19 de março. A vaga é para 20 horas semanais, com salário de R$ 5,1 mil. O prazo de inscrição terminou em 12 de abril e o processo de provas ocorre em maio.

Diretora de Saúde, Cristiane Castilhos: ’Quando tem urgência enviamos para o hospital’
Diretora de Saúde, Cristiane Castilhos: ’Quando tem urgência enviamos para o hospital’

Pediatra e clínica-geral se aposentaram em 2017: consultas com psiquiatra são em clínica de Caxias

O concurso público aberto pela prefeitura neste início de ano também visa a contratar duas outras especialidades médicas que, segundo usuários do SUS, carecem de mais profissionais atendendo na Secretaria Municipal de Saúde: psiquiatra (R$ 5,1 mil para 20h semanais) e pediatra (R$ 5,1 mil para 20h semanais). Há vaga, ainda, para médico clínico-geral (R$ 5,1 mil para 20h semanais), outra necessidade da saúde pública municipal, como destaca a diretora municipal Cristiane Castilhos. "Médico clínico-geral nós temos vários e em todos os turnos, mas a demanda é grande e sempre tem necessidade. Por isso abrimos concurso", apontou, lembrando que no final de 2017 a médica Elizabete Brito se aposentou.

Em relação à especialidade de pediatria, Cristiane destaca que a Secretaria Municipal de Saúde conta com três profissionais. "Todos são concursados, mas há demanda para mais", comentou, citando que no final de 2017 o pediatra Paulo Pessini (servidor do município) se aposentou. Sobre o concurso para psiquiatra, a diretora municipal de Saúde salienta que não há profissional atendendo no posto central. "Mas a demanda de atendimentos é suprida através de contrato com instituição de Caxias do Sul. Agendamos e levamos com os veículos da Secretaria", informou, destacando que o contrato é para até 40 consultas por mês.