Concha Acústica   27/04/2018 | 12h05     Atualizado em 27/04/2018 | 13h32

FacebookTwitterPinterestGoogle+LinkedIn

Reforma da Concha Acústica: prefeitura de São Marcos apresenta projeto arquitetônico

Monumento na Praça Dante Marcucci será reformado e ’caminhão’ será substituído por espaço aberto com arcos metálicos, cobertura de telha e piso de basalto. Obra orçada em R$ 100 mil deve ser concluída até outubro

Projeto estimado em R$ 100 mil foi elaborado por  engenharia da prefeitura
Projeto estimado em R$ 100 mil foi elaborado por engenharia da prefeitura

A prefeitura de São Marcos apresentou nesta quinta-feira (26) projeto arquitetônico para reforma da Concha Acústica da Praça Dante Marcucci.  Em reunião realizada no Centro Administrativo Municipal e que contou com presença de representantes da CIC, CDL, AMSM, Paróquia, Câmara de Vereadores e familiares de Aldinha Ballardin Brugalli (nome da concha), a equipe de engenharia apresentou imagens de como ficará o espaço situado no segundo patamar da praça e que é utilizado para apresentações artísticas e culturais. Uma das principais alterações é que não haverá mais uma concha propriamente dita, pois a parte dos fundos ficará aberta, possibilitando visão panorâmica da Avenida Venâncio Aires. Contando com bancos e outros artefatos decorativos, o novo espaço será construído também para ser um ambiente de convivência.

Nova estrutura foi inspirada no Monte Calvário e na Ponte do Rio das Antas
Nova estrutura foi inspirada no Monte Calvário e na Ponte do Rio das Antas

O novo espaço público terá a mesma dimensão da atual concha acústica: 10,5 metros de largura por 11,5 de profundidade. A parte coberta terá 5 m de altura por 6 de profundidade. A cobertura será em telha pintada e o piso, em basalto. Conforme os engenheiros, a nova estrutura foi projetada para ser mais funcional e os arcos lembrarão dois pontos turísticos são-marquenses: Monte Calvário e ponte do Rio das Antas. O espaço terá rampa de acesso, corrimão e guarda-corpos em metal. Ainda conforme os engenheiros da prefeitura, os degraus grandes possibilitam aproveitamento para o lazer e apresentações artísticas. Não haverá alterações na parte inferior da estrutura, onde será construída uma laje e feita impermeabilização. Desta forma, a Casa do Artesão, situada no patamar inferior da praça, não sofrerá modificações.

Ainda não há data prevista para início das obras, orçadas em R$ 100 mil. Licitação que definirá a empresa responsável pela reforma será aberta em breve pela prefeitura. A previsão é de que os serviços sejam concluídos até outubro, com o novo espaço ficando pronto para a 47ª Festa de Aparecida e dos Motoristas. As despesas serão arcadas pela prefeitura, que buscará colaboração de entidades e também da Brasdiesel. Segundo o prefeito Evandro Kuwer, a concessionária Scania já teria se disponibilizado a auxiliar financeiramente a reforma, solicitada pela própria fabricante de caminhões há mais de cinco anos.