Audiência pública   05/07/2018 | 14h06     Atualizado em 06/07/2018 | 11h33

FacebookTwitterPinterestGoogle+LinkedIn

Saúde Púbica: demora nos atendimentos do Samu em São Marcos está na pauta da audiência pública desta quinta (5)

Encontro que trata da situação da saúde pública no município será realizado na Câmara de Vereadores a partir das 18h: ’É o momento de se debater essa situação’

Audiência sollicitada por vereadores ouve são-marquenses nesta quinta-feira (5), às 18 h
Audiência sollicitada por vereadores ouve são-marquenses nesta quinta-feira (5), às 18 h

A Câmara de Vereadores de São Marcos realiza audiência pública nesta quinta-feira (5). O evento, que inicia às 18h, vai tratar da situação da saúde pública no município. Um dos temas que deverá ser debatido por vereadores, população e autoridades públicas é a demora para os atendimentos do Samu devido a problemas na Central de Regulação dos chamados, em Porto Alegre. "Essa é uma pauta que diversos municípios discutem, porque essa é uma deficiência que afeta não apenas São Marcos, mas inúmeros municípios do Estado", aponta Valmor Muller Bersch, coordenador regional da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social.

Ele destaca que o vereador do partido, o enfermeiro do Samu José Airton Muller, abordará a questão na audiência desta tarde. "A secretária de Saúde (Maristela Lunedo) é técnica de enfermagem que atuou no Samu e sabe que para melhorar a dinâmica do serviço é preciso pactuar com as forças de segurança (BM e Bombeiros) para que, se ligar no 192 e demorar, daí a pessoa liga direto para a base local. Isso tem que ser acertado entre os técnicos de enfermagem, condutores do Samu e membros das forças de segurança", pondera Valmor. Ele salienta que esse seria o caminho para resolver o problema, que ocorre desde que o Serviço Móvel de Urgência foi implantado em São Marcos, em 2010. "Já sugerimos ao governo fazer o Conselho Municipal de Segurança Pública e se pactuar isso", assegurou.

Segundo Valmor, atual coordenador regional da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social, Trabalho, Justiça e Direitos Humanos, o governo do Estado está planejando implantar uma central única de atendimento para Samu, Bombeiros e Brigada Militar. Dessa forma, o cidadão que necessitar do serviço de algum desses órgãos ligará para um número único e não mais diretamente para a BM e os Bombeiros, como acontece atualmente. "Essa central única seria regionalizada. É uma ideia do governo estadual que poderá ser implantada", destaca Valmor. Ele diz que o tema também será abordado na audiência desta quinta (5), que será realizada a partir de solicitação dos vereadores progressistas Fabrício Michelon e Silvana Nunes à Comissão de Orçamento, Finanças e Infraestrutura Urbana e Rural da Câmara de Vereadores de São Marcos.