Saúde   09/07/2018 | 18h47     Atualizado em 10/07/2018 | 10h24

FacebookTwitterPinterestGoogle+LinkedIn

Vigilância em Saúde de São Marcos confirma 2 casos de gripe A e aguarda resposta para mais 4

Nenhuma criança foi diagnosticada com o vírus H1N1 até o momento, conforme Secretaria Municipal de Saúde, contrariando especulações que circulam na comunidade. Pacientes de 15, 49, 65 e 66 anos de idade aguardam resultado de exames

Dois casos de gripe A foram confirmados em São Marcos nesta segunda-feira (9)
Dois casos de gripe A foram confirmados em São Marcos nesta segunda-feira (9)
Foto: divulgação

A Vigilância em Saúde de São Marcos confirmou 2 casos de Gripe A (Influenza) no município até este domingo,  dia 8 de julho, por meio do Laboratório Central de Saúde Pública do Estado do Rio Grande do Sul (LACEN). Os exames solicitados pelo médico responsável pela internação de paciente de 64 anos que veio a falecer no último dia 2 de julho confirmaram que o mesmo estava com o vírus H1N1. Conforme a secretária municipal de Saúde de São Marcos, Maristela Lunedo, um segundo caso também já foi confirmado. "É uma pessoa de 48 anos que está internada em Caxias do Sul. Esse paciente esteve no Hospital São João Bosco e foi transferido para lá. Já entramos em contato com o hospital caxiense e nos foi informado que ele está evoluindo com o tratamento", informa Maristela. Segundo a secretária de Saúde, há mais 4 casos de pacientes são-marquenses que foram submetidos a exames para verificar se estão com a gripe A. Ela confirma que até o momento nenhuma criança foi diagnosticada com o vírus H1N1, contrariando as especulações que circulam entre os moradores do município. "4 casos aguardam resultado. São pessoas de 15, 49, 65 e 66 anos de idade", detalha Maristela Lunedo.

A secretária municipal de Saúde ressalta que qualquer suspeita de gripe A no município passa pela Vigilância em Saúde de São Marcos. "Todos os profissionais de Saúde estão orientados a nos notificar de qualquer suspeita. Inclusive se alguém de São Marcos for atendido em Caxias do Sul, por exemplo, o médico de lá avisa a Secretaria de Saúde de Caxias, que entra em contato com a gente. De alguma maneira a informação sempre vai chegar até a nossa secretaria", pontua Maristela. Ela observa que os números de São Marcos acompanham a evolução da gripe A no cenário estadual. Segundo levantamento mais recente divulgado pela Secretaria Estadual da Saúde no último sábado (7), o número de ocorrências por Influenza chega a 193 casos até o momento. São 14 mortes por Influenza registradas no Rio Grande do Sul neste ano, sendo que 4 casos são de moradores de Porto Alegre, o município com maior número de vítimas. Além do óbito registrado em São Marcos, os demais casos ocorreram em Canela, Canoas, Flores da Cunha, Gramado, Lajeado, São Leopoldo, Sapiranga, Vera Cruz e Tupanciretã. Na comparação com o ano passado, no entanto, os números mostram uma redução na incidência da doença. No mesmo período de 2017, foram 40 mortes e 388 ocorrências registradas.

Conforme destaca Maristela Lunedo, a vacinação ainda é uma das maneiras mais eficazes para combater a gripe. "Durante a campanha de vacinação não tivemos a adesão esperada, mas desde a última semana a procura pela vacina aumentou bastante em São Marcos. Estamos reforçando também o trabalho educativo junto às escolas, através da Secretaria de Educação. Reforçamos quanto aos cuidados que se devem ter, como a necessidade de deixar as crianças doentes em casa, para que não haja contágio, evitar aglomeração, abrir janelas e o uso de álcool gel", cita Maristela.

Segue vacinação em São Marcos: confira cuidados para prevenção da gripe

Iniciada em 23 de abril, a Campanha Nacional de Vacinação Contra a Influenza tinha como meta imunizar 90% da população de risco. Em São Marcos, apenas 87% dos grupos prioritários foram atingidos, por isso o prazo final foi adiado e já se estende por mais de um mês além do previsto. Desde o final de junho as doses estão sendo distribuídas também para a população em geral. A vacina protege contra três tipos de vírus da gripe: o Influenza A (H1N1), H3N2 e Influenza B. Por isso tem a possibilidade de reduzir a circulação dos vírus e ocorrência de doenças respiratórias. A secretária de Saúde de São Marcos destaca que a primeira coisa que a população deve fazer é verificar se fez a vacina contra a gripe e cita outras ações de prevenção importantes. Leia abaixo: 

- Fazer a higienização frequente das mãos, com água e sabão ou álcool gel.

 

- Usar lenço descartável para higiene nasal.

 

- Cobrir o nariz e a boca ao espirrar ou tossir, não utilizando a mão.

 

- Evitar tocar as mucosas de olho, nariz e boca.

 

- Não compartilhar talher, prato, copo, garrafas de água.

 

- Manter os ambientes bem ventilados e abrir as janelas para renovar o ar.

 

- Doentes devem evitar o contato com outras pessoas.

 

- Evitar aglomerações em ambientes muito fechados.

 

- Procurar ter hábitos saudáveis, com alimentação e hidratação.

 

- Limpar maçanetas e bancadas no comércio.