Saúde   03/08/2018 | 07h58     Atualizado em 09/08/2018 | 16h30

FacebookTwitterPinterestGoogle+LinkedIn

Campanha Nacional contra a Paralisia Infantil e Sarampo em São Marcos inicia segunda-feira (6)

Público alvo da campanha são crianças de 1 ano de idade até 4 anos, 11 meses e 29 dias. Todas as crianças da faixa etária indicada deverão se vacinar, mesmo que estejam com o cartão de vacinação em dia

Pelo menos 852 crianças, equivalente a 95% do público alvo, devem ser vacinadas em São Marcos
Pelo menos 852 crianças, equivalente a 95% do público alvo, devem ser vacinadas em São Marcos

A Campanha Nacional contra a Paralisia Infantil e Sarampo inicia na próxima segunda-feira, dia 6 de agosto, e se estende até o próximo dia 31. A Vigilância em Saúde de São Marcos informa que o público alvo da campanha são crianças de 1 ano de idade até 4 anos, 11 meses e 29 dias. As vacinas aplicadas serão: Tríplice viral (sarampo, rubéola e caxumba) e Poliomielite - Paralisia Infantil (Gotinha). 897 crianças do município estão na faixa etária indicada e a meta da campanha é vacinar no mínimo 95%, o que corresponde a 852 crianças. "Todas as crianças da faixa etária do público alvo deverão se vacinar, mesmo que estejam com o cartão de vacinação em dia, pois a vacinação será indiscriminada", destaca a enfermeira chefe da Vigilância em Saúde do município, Bruna Gonçalves.

O Dia D de mobilização da campanha será no sábado, 18 de agosto, das 8 às 17 horas, sem fechar ao meio dia, no Centro de Saúde Nossa Senhora de Lourdes. Nos demais postos de saúde do município a vacinação ocorrerá das 8h às 12h e das 13h às 17h. O posto de Pedras Brancas não abrirá nesse dia. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (54) 3291 6428.

Sarampo volta a afetar população

A campanha nacional tríplice viral acontece de quatro em quatro anos, como informa o Ministério da Saúde, mas neste ano terá importância ainda maior devido à volta da circulação do sarampo no território brasileiro e a ameaça da poliomielite. O Brasil tem 822 casos confirmados de sarampo em 2018. Em Roraima e no Amazonas, estados mais atingidos pelo sarampo, as campanhas já começaram e estão ligadas ao surto.  Os casos estão relacionados à importação, já que o genótipo do vírus (D8) que está circulando no país é o mesmo que circula na Venezuela. Além disso, alguns casos isolados e relacionados à importação foram identificados nos estados de São Paulo (1), Rio de Janeiro (14); Rio Grande do Sul (13); Rondônia (1) e Pará (2). Em São Marcos não há casos confirmados, conforme destaca a enfermeira Bruna Gonçalves. "Os casos de sarampo foram importados. A gente tem casos de sarampo no Rio Grande do Sul, inclusive um em Vacaria, mas em São Marcos não tem nada", informa Bruna.

A profissional da Vigilância em Saúde destaca que, apesar da campanha de vacinação estar direcionada às crianças, a vacinação de adolescentes e adultos segue normal durante o ano. "Hoje em dia a gente não tem a monodose de sarampo, temos a tríplice viral, que é para sarampo, rubéola e caxumba. Até os 29 anos de idade é preciso ter 2 doses e acima de 29 até 49 anos precisa ter a comprovação de ter feito pelo menos uma. Esse ano não vamos ter nenhuma campanha específica de sarampo para adolescentes e adultos. O foco são as crianças, porém essas outras faixas etárias a gente continua com a rotina de sala de vacina. Então, se alguém tem dúvidas se fez essa vacina, pode ir até o posto de saúde com o cartão de vacinação e já aproveitar e revisar todas as vacinas do cartão", detalha Bruna Gonçalves.

Brasil erradicou polio em 1994: caso registrado na Venezuela volta a deixar profissionais de saúde em alerta

Em relação à paralisia infantil, a vacinação trata-se de uma precaução, já que 312 cidades estão abaixo da meta preconizada para o controle da doença e um caso foi registrado na Venezuela no último mês de junho. Não há, contudo, casos de paralisia infantil no Brasil. O último caso foi registrado em 1989 e o país erradicou a poliomielite do território em 1994. "Para o país continuar livre desse vírus, é importante se manter as coberturas de vacinação altas, em torno de 95%. Por isso a vacinação vai ser feita esse ano de forma indiscriminada, que não é só para atualizar os que estão atrasados, mas também fazer uma base de reforço", pontua Bruna Gonçalves.

Confira locais e horários de vacinação durante a semana em São Marcos:

ESF São José: 7h30 às 11h30 e 13h30 às 17h30 (nas terças-feiras a vacinação ocorre até às 19h30)

ESF Nicoletti: 7h30 às 11h30 e 13h30 às 17h30 (nas terças-feiras a vacinação ocorre até às 19h30)

ESF Doncatto: 7h30 às 11h30 e 13h30 às 17h30 (nas quartas-feiras a vacinação ocorre até às 19h30)

Pedras Brancas: 7h45 às 11h45 e 12h45 às 16h45

Centro de Saúde Nossa Senhora de Lourdes: 8h às 11h30 e 13h30 às 17h30 (nas quintas-feiras a vacinação ocorre até às 19h)