Saúde   07/08/2018 | 18h00     Atualizado em 08/08/2018 | 18h08

FacebookTwitterPinterestGoogle+LinkedIn

São Marcos registra segundo óbito pelo vírus H1N1, mas Vigilância em Saúde aponta declínio de casos de gripe A no município

Segundo óbito foi registrado no último dia 2 de agosto, mas casos de gripe têm diminuído nos últimos 15 dias. Pacientes que faleceram não haviam sido vacinados

Três casos de gripe A foram confirmados em São Marcos durante a época de surto do vírus
Três casos de gripe A foram confirmados em São Marcos durante a época de surto do vírus

A Vigilância em Saúde de São Marcos registrou no último dia 2 de agosto o segundo óbito devido a complicações causadas pelo vírus H1N1. O paciente de 49 anos possuía doença crônica e fazia parte do grupo de risco que foi o público alvo da Campanha Nacional de Vacinação Contra a Influenza, porém não foi vacinado. "Esse paciente foi transferido e estava internado em Caxias do Sul. Era do grupo de risco das doenças crônicas, mas não tinha se vacinado, assim como o paciente (de 64 anos) que faleceu em 2 de julho. Ambos tinham indicação de fazer a vacina, mas não fizeram", destaca a enfermeira chefe da Vigilância em Saúde, Bruna Gonçalves. Conforme revela, além dos 2 casos de gripe A pelo vírus H1N1 que levaram os pacientes a óbito, apenas mais um foi confirmado no município, através do Laboratório Central de Saúde Pública do Estado do Rio Grande do Sul (LACEN).

 

Bruna Gonçalves informa que nos últimos 15 dias a Vigilância em Saúde de São Marcos constatou que os casos de gripe têm diminuído. "Nas últimas semanas, percebemos uma redução significativa no número de consultas por Síndrome Gripal (gripe) nos postos de saúde da cidade. Já passou o pico do vírus no município e acredito que está a caminho do declínio", ressalta a enfermeira.