Prisões   28/08/2018 | 18h31     Atualizado em 28/08/2018 | 20h10

FacebookTwitterPinterestGoogle+LinkedIn

Após 12º homicídio em São Marcos, polícia reage: comando da Brigada Militar da Serra envia 22 homens e helicóptero e prende traficantes

Nesta terça-feira (28), operação policial prendeu dois traficantes em ponto de venda adotado por facção de Caxias do Sul, sendo recolhidos 88 petecas de crack, R$ 971,30 em dinheiro e celulares

Polícia prende dois homens por tráfico em ponto no Henrique Pante
Polícia prende dois homens por tráfico em ponto no Henrique Pante

O 36º Batalhão de Polícia Militar da Serra prendeu 2 traficantes durante operação realizada na tarde desta terça-feira (28) no município de São Marcos. Douglas Chaves Pereira, de 39 anos, com antecedentes por posse de entorpecentes e lesão corporal, e um menor de 17 anos, com antecedentes por tráfico e posse de entorpecentes, foram detidos em ponto de tráfico localizado na Rua Cônego João Marchesi, número 839, no bairro Henrique Pante. No mesmo local em que a Brigada Militar de São Marcos prendeu mulher de 19 anos com 358g de cocaína, na última sexta-feira (24). Foram apreendidos com os indivíduos 88 petecas de crack,  R$ 971,30 e celulares.  22 policiais e um helicóptero foram enviados pelo 36º BPM de Farroupilha para realizar a operação. "Os homicídios estão ocorrendo em São Marcos devido à disputa pelos pontos de tráfico e, como nós temos algumas informações de locais de tráfico, estamos trabalhando em cima deles. Tem uma facção de Caxias do Sul conhecida como ’Manos da Serra’ e na verdade eles é que estão vindo pra São Marcos e querendo tomar conta desses pontos de venda aqui da cidade. E eles que estão motivando essa série de crimes aqui entre esses grupos", relata o major Juliano Amaral, comandante do 36º Batalhão da Brigada Militar.

Polícia apreendeu 88 petecas de crack, R$ 971,30 em dinheiro e celulares
Polícia apreendeu 88 petecas de crack, R$ 971,30 em dinheiro e celulares

Conforme revela  o major Juliano, durante a tarde desta terça (28), por volta das 15h30, ele esteve presente em reunião no gabinete do prefeito de São Marcos Evandro Kuwer, tratando de estratégias para frear o avanço de mortes na cidade resultantes da disputa pelos pontos locais de venda de drogas. Também estiveram presentes o promotor Evandro Kaltbach e  o delegado de São Marcos, Edinei Albarello. "Nós tentamos mostrar para o prefeito a importância da gestão dele e do aporte que nós precisamos para realizarmos algumas ações de combate ao tráfico. O prefeito nos passou que é um pouco difícil repassar recursos, mas o próprio promotor falou da importância da priorização de recursos e que nesse momento nós precisamos priorizar a segurança no município", narra o major Juliano Amaral.

’Precisamos fazer uma grande campanha para a comunidade ver que o consumidor está aqui dentro da cidade’

Autoridades policiais estiveram com prefeito Kuwer debatendo ações para enfrentamento do crime organizado
Autoridades policiais estiveram com prefeito Kuwer debatendo ações para enfrentamento do crime organizado

O comandante do 36º BPM revela que, durante a reunião com o prefeito, foi sugerida a realização de uma audiência pública com entidades privadas e públicas do município. "Tem que fazer alguma ação aqui em São Marcos, então sugerimos ao prefeito que se faça uma grande audiência pública, que se chame todas as forças vivas do município, e, a partir daí, que a gente tenha uma fonte e o município nos dê aporte. Precisamos fazer uma grande campanha para a comunidade ver que o consumidor está aqui dentro da cidade, para que as pessoas de bem olhem pra dentro de suas casas. Enquanto houver consumo, vai haver oferta", pontua o major Juliano Amaral.

Operação especial contou com apoio de helicóptero da Brigada Militar sobrevoando São Marcos
Operação especial contou com apoio de helicóptero da Brigada Militar sobrevoando São Marcos

Conforme informa o major, o prefeito Evandro Kuwer vai negociar parceria em convênio para pagamento de horas extras aos policiais da Brigada Militar de São Marcos, visando a uma presença física maior dos policiais nas ruas da cidade. "Também irá liberar algum recurso para o Consepro para aquisiçâo de armamentos a serem utilizados. O prefeito falou do cercamento eletrônico e, integrado a este, o monitoramento da cidade, com câmeras instaladas junto à Brigada Militar durante 24 horas, visto que o sistema que se tinha era obsoleto e já não atingia mais as expectativas", detalha Juliano Amaral.