Educação   06/09/2018 | 15h47     Atualizado em 06/09/2018 | 18h58

FacebookTwitterPinterestGoogle+LinkedIn

Escola Orestes Manfro de São Marcos é destaque no Ideb 2017

São Marcos está na lista das escolas estaduais que tiveram as melhores notas. Escola Orestes Manfro conquistou primeiro lugar nas séries finais

9º e 5º anos do ensino fundamental da Orestes Manfro realizaram provas do IDEB em 2017
9º e 5º anos do ensino fundamental da Orestes Manfro realizaram provas do IDEB em 2017

Foto: divulgação

O Ministério da Educação (MEC) divulgou nesta segunda-feira, dia 3 de setembro, os resultados do Índice de Desenvolvimento da Educação Brasileira Básica (IDEB) referente ao ano de 2017. São Marcos apareceu na lista das escolas estaduais que tiveram as melhores notas, com a Escola Estadual de Ensino Fundamental Orestes Manfro, que ficou em primeiro lugar nas séries finais do ensino fundamental entre as escolas estaduais e no quinto lugar no índice geral, que inclui também escolas municipais e militares do Estado. "Foi o 9º ano que realizou a prova do IDEB em novembro do ano passado. Eram 26 alunos, que agora estão no 1º ano do Ensino Médio. Eles tiraram nota 7 no Ideb", conta a diretora da escola, Daniela Ampessan.

 

Conforme revela, a Orestes Manfro também se destacou nas séries iniciais com o 5º ano do ensino fundamental, que conquistou nota 7.6. "Dessa nota ainda não conseguimos acessar a classificação", informa a diretora. Daniela Ampessan explica que as provas do Ideb, de Português e Matemática, são aplicadas por monitores enviados à escola e os alunos têm cerca de 3 horas disponíveis para realizá-las. Ela informa que a escola, fundada há 58 anos, conta com um corpo docente de 25 professores e tem 287 alunos matriculados no 1º ao 9º ano do ensino fundamental. Em 2015 a escola estadual são-marquense foi a melhor do Rio Grande do Sul no Ideb nas séries finais e iniciais do ensino fundamental.

 

O Ideb foi criado em 2007 pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) e indica a qualidade da educação nacional, com o objetivo de desenvolver metas para melhoria dos índices registrados. Ele monitora os níveis de aprendizado através de dados concretos, sendo calculado a partir da taxa de rendimento escolar (aprovação) e as médias de desempenho nos exames aplicados pelo Inep. O Censo Escolar é o que aponta os índices de aprovação e é realizado anualmente.